11 de janeiro de 2013

Como você vê o mundo ao seu redor?




Texto: Números 13.26 - 14.9

Título da mensagem: Como você vê o mundo ao seu redor?

Introdução: Início de ano é sempre um momento de expectativa para muita gente. É o momento em que as pessoas costumam marcar como o início de novos projetos, tomadas de decisões importantes e também coisas corriqueiras como iniciar um regime ou aprender alguma coisa nova.

Alguns de nós prometem ser mais zelosos na oração, na leitura bíblica, mas as mudanças que propomos para nós mesmos, muitas vezes, provocam mais frustração do que alegrias.

explicação do texto: O livro que nós chamamos de "Números", é chamado pelos judeus de "No deserto". É interessante este nome porque a gente sempre fala que deserto é lugar de passagem e é exatamente disso que se trata o livro de Números: a passagem do povo de Deus pelo deserto até chegar à Terra Prometida. Além, é claro de algumas ordenanças sobre o culto judaico e leis.

O capítulo 13 marca o ponto culminante de toda a viagem através do deserto. Mas Israel revela não estar ainda preparado para entrar na Terra Prometida.

Deus havia dado ordens a Moisés para enviar espias à Terra Prometida antes de toda a nação entrar nela. Já havia passado quase quarenta anos que o povo peregrinava pelo deserto e agora estavam diante da possibilidade de experimentarem o cumprimento da palavra do Senhor em suas vidas. Bastava entrar na terra e desfrutar de todas as bênçãos que havia nela.
Mas mudanças contém riscos, podem doer e dar trabalho.


Ilustração: O texto que nós lemos "me faz lembrar uma história que eu ouvi há muito tempo sobre vendas de sapatos na Índia".
Havia uma fábrica de sapatos querendo expandir seu mercado para a Índia e enviou dois dos seus melhores vendedores para conhecer pesquisar mais sobre o país.
Os dois foram enviados para cidades diferentes e o primeiro entregou um relatório dizendo:
_ Esqueçam a ideia de vender sapatos na Índia. Aqui ninguém usa sapatos.
O segundo vendedor, sem saber do relatório do seu colega, enviou um e-mail para a fábrica dizendo:
_ Contratem mais empregados e ampliem a base da fábrica. Estamos diante do maior mercado de sapatos do mundo. Aqui ninguém usa sapatos ainda. Seremos os primeiros a vender sapatos na Índia.

Jesus, no Novo testamento, resume esta história da seguinte forma: Se os teus olhos forem bons, todo o teu corpo será iluminado. Se forem maus, que grande trevas serão.

Argumentação

Tópico 1 - Aprenda a olhar para a vida de forma diferente. Domine a ansiedade e o medo.
Preciso confessar que sou uma pessoa de natureza muito ansiosa. O interessante é que sou um ansioso calmo. Quando recebo uma notícia sobre algo que acontecerá ou alguém que chegará de viagem ou até mesmo uma situação que está por se realizar; começo a imaginar como aquilo acontecerá, fico fazendo planos o tempo todo, e às vezes sonho acordado tentando alcançar ou antecipar o que virá naquele tempo.

Tenho que fazer um exercício diário para aprender a lidar com isto e deixar que esta característica seja utilizada a meu favor e não contra. O que tenho entendido é que o problema não é a ansiedade em si, mas a forma como a dominamos ou deixamos ela nos dominar.

Existem dois tipos de ansiosos: aqueles que confiam que Deus fará o melhor para suas vidas e descansam nesta esperança para executar as próximas etapas de planejamento e execução dos sonhos; e aqueles que nunca realizam nada por medo.


Tópico 2 - A diferença entre o nosso sonho pessoal e o sonho de Deus para nós.

Aqui eu quero chamar a atenção para algo muito perigoso que ocorre no meio evangélico atualmente que é a chamada confissão positiva. Esta forma de entender a fé acredita no poder da palavra falada como se fosse algo sobrenatural. Ou seja, o que você lança para o mundo espiritual como verbalização, como profecia, tem poder próprio para virar realidade.

Daí vem a banalização da profecia no nosso meio. Muitas pessoas profetizam coisas uns para os outros, mas estas palavras muitas vezes nada tem a ver com a vontade e a soberania de Deus.

A sutileza da confissão positiva é que ela parece bíblica, utiliza até versículos bíblicos para sua defesa, mas sua raiz é maligna. Ela coloca o poder na palavra falada e não em Deus.

Quem acredita no poder da palavra como mágica são os pagãos e esta crença está muito difundida no nosso meio sem percebermos os perigos dela.

Não estou dizendo que não existe profecia dada por Deus. Acredito que o Espírito de Deus dê revelações aos homens, mas Deus não está obrigado a cumprir tudo o que profetizamos por nossa própria vontade.
A palavra falada como profecia só tem poder quando Deus é quem a dá. Qualquer outra palavra dita, mesmo que seja utilizado o nome de Jesus, não terá efeito se Deus não a realizar.

Um outro perigo da confissão positiva é que ela tem um efeito colateral terrível e incute um medo neurótico nos crentes. Eu já vi gente que tem medo de falar nomes de doenças porque acreditam que podem atrair maldição para suas vidas.

Bem, existem os nossos sonhos e existem os sonhos de Deus para nós. Não estamos proibidos de pedir coisas em nossas orações, a bíblia até nos incentiva a pedirmos coisas que queremos. Mas devemos submeter nossas vontades à vontade de Deus.

Afinal Deus também tem sonhos e propósitos com cada um de nós. Se pedimos alguma coisa, é preciso deixar Deus responder: sim, não ou espere.


Tópico 3 - Creia nas promessas de Deus para você

Como saber que promessas são estas? Onde elas estão? Em primeiro lugar: na Bíblia. A Palavra é o centro da revelação da vontade de Deus para nossas vidas. Eu não digo o texto simplesmente, mas a vontade de Deus revelada em Jesus para nós.

No texto que lemos, enquanto a maioria líderes do povo olharam para o gigantesco problema que tinham pela frente e ficaram estagnados ali imaginando a grande enrascada que Deus e Moisés os haviam colocado, Josué e Calebe avançaram mais um pouco e visualizaram a revelação da promessa pela perspectiva de Deus. Eles sabiam que quem fez a promessa é fiel para cumprí-la. A revelação traz segurança.

Josué e Calebe não se detiveram no problema, mas sonharam com Deus vencendo os gigantes, entregando a terra nas mãos de seu povo. O próximo passo era atravessar o Rio Jordão e marchar até a terra prometida, o resto era com Deus.


Conclusão

Eu não sei quais sonhos você tem para este ano ou para um tempo além. Eu tenho muitos sonhos, mas tenho aprendido a não colocar minha vontade à frente da vontade de Deus.

Nem todos os nossos sonhos se realizarão. Isto é uma grande verdade que precisamos aprender a conviver com ela. Mas eu sei que nenhuma Palavra de Deus pra mim deixará de se cumprir.



Por: Jesus dentro do barco
10/01/13

0 Comentario:

Postar um comentário

Deiche aqui suas mensagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...